domingo, 21 de julho de 2013

Our Story - This Is For You




Titulo: Our Story - This Is For You
Categoria: Original
Géneros: Drama, Romance
 Idade: Livre


Serie: Book With One-Shot's


Sinopse:

"[...]Sabes aquela pequenina palavrinha, em que o significado dela é do tamanho de galáxias? E que eu odiava ouvir e me era indiferente?

Agora gosto de ouvi-la pela tua boca seja ao acordar, deitar, passear, o facto é que amo ouvi-la e enquanto os meus ouvidos ainda funcionarem sempre ouvirei com ternura deixando sempre com pequeno sorriso nos lábios. [...]

Está é a nossa história" 


______________________________________________________

Capitulo Único - Our Story - This Is For You



A primeira vez que falaste comigo, perguntas-te se via animes. Isso surpreender-me naquela altura porque nunca ninguém antes o tinha perguntado ou conhecimento de tal coisa. Penso que foi a partir dai que começamo-nos a falar e conhecermos melhor.
Nessa mesma altura eu ainda dei uma terceira ou quarta (já ão me lembro bem) oportunidade a mim mesma de encontrar a pessoa certa. Mas o destino não quis assim aquele rapaz não era o certo para mim e consequência disso eu selei ainda mais o meu coração, já que foi demasiadas vezes magoado.
Tu nessa altura já não estavas lá......
As pessoas começaram a chamar-me pessimista e diziam que era má porque respondia com frieza. Eu compreendo o ponto de vista delas, mas foi esta maneira que arranjei de me proteger do mundo exterior.
Eu nunca consegui ser eu mesma porque havia sempre alguém a apontar-me o dedo. Nunca soube bem o significado da amizade antes de ir para pré-faculdade. Posso dizer sem duvida que foram os melhores anos da minha vida.
Foi lá que soube o que era ter um amigo de verdade e de poder ser eu mesma sem ter de por mascara para as pessoas há minha volta.
Nessa altura também algo aconteceu, mas soube por o que era mais importante em primeiro lugar, como “se tiver de escolher entre o amor ou amizade,prefiro escolher a amizade porque ela é algo que fica para sempre, mesmo com passar dos anos, enquanto amor é algo temporário que pode acabar de um momento para o outro, alias porquê eide de estar a perder tempo com esse tipo de sentimento tão vago e por sua vez inútil se posso ficar a com algo a longo prazo com amizade” (era assim que pensava na altura) e foi que fiz, desliguei-me completamente desse sentimento e aquelas paixonetas que se costuma ter de vezes enquanto nunca mais as tive durante anos porque dava prioridade há amizade.
È verdade que senti o "efeito secundário "disso. O vazio que sentia dentro do meu coração era tão grande que por vezes pensava que estava morta, as coisas há minha volta não tinham interesse e aquele acordar para o mundo real era só apenas mais um dia de "sofrimento" só por ter de acordar.
Posso dizer que essa face foi a mais negra que tive, tantas vez que me apetecia desaparecer, acabar com tudo de uma vez (como por exemplo atirar-me para linha do metro ou desejar que um carro me atropela-se).
Sempre soube que os demais (família e amigos) sentiram muito mais a minha frieza nessa altura. Eu sempre que via sangue ou algo violento na tv achava isso natural e até engraçado ao mesmo tempo.
Aquele vazio que sentia a cada dia que passava consumia-me cada vez mais. Eu cheguei ao ponto de não aguentar mais e foi ai que fiz o meu primeiro corte com a lapiseira até começar a deitar sangue (ainda hoje tenho essa marca visível).
De facto surpreendi-me porque não senti dor apenas senti alivio e viva durante esse escasso período de tempo em que a feriada estava a sarar. Parecia que tinha tomado alguma droga qualquer.
Os meus amigos da pré-faculdade notaram o que tinha feito, e claro que não gostaram disso. Confesso que quando acabei o curso senti-me "abandonada" porque foram os melhores anos da minha vida e foram eles que me amostraram o é ter uma amizade de verdade e amigos de verdade.
Aquele vazio que já tinha, um “novo” juntou-se a ele em força e mais uma vez eu cortei-me mas desta vez fez os cortes mais leve.
E assim passou-se alguns anos, até ter encontrado novamente uma velha amiga de secundaria “ela” (ja não lembro a onde e quando).
As primeiras vezes que saímos combinávamos só nos duas para tomar um café ou ir ao cinema (de vez em quando).
Uma das saídas que tivemos ela perguntou-me se ainda lembrava-me de ti, eu disse que sim. Acho que foi num fim de semana que reencontrarmo-nos de novo, passado estes largos anos, verdade?
As saídas que começamos a ter os dois (mais ela) praticamente falávamos de pc's ou jogos, eu sempre tentava por ela a participar na conversa, é verdade que a maioria das vezes dava mais atenção a conversa dela que há tua. Mas quando íamos a lojas de pc's sempre ponhas-me há parte das novidades ou então ponhamos a as nossas teorias em praticas em certos assuntos, ouvindo cada proposta um do outro (confesso que gosto muito disso).
A primeira vez que fui la dormir a casa dela confesso que gostei muito de lá dormir, porque tínhamos o nosso "tempo" a sós para falar de coisas. Ainda lembro-me do primeiro jogo que passamos juntos, se não estou enganada acho que foi Dead space 2.
Uma das coisas que gostei de saber é que vias também "Criminal Minds" e de teres prometido a mim que só víamos quando fosse lá dormir.
Sabes uma coisa a primeira vez que me perguntas-te se podias desabafar comigo acerca da tua relação com ela, isso surpreendeu um pouco porque sempre te vi como "bad boy" que não gosta de mostras o seu lado sentimental a outros, tipo isso.
Como sabes eu gosto de ouvir as duas versões da historia, e ate na altura dei a minha opinião e disse se fosse eu o que fazia em relação a....
Na altura fiquei mesmo com esperança que as coisas dessem certo para vocês. Como até viste eu incentivava ela a participar nos nossas sessões, mas nada. Quando contavas-me que tinhas feito aquilo ou a que outro eu ficava feliz, por a via esperança.
Lembras-te daquela vez em que me perguntas-te se via hentais eu fiquei"WTF?! O que respondo-lhe" e depois começas-te a fazer pergunta do tipo “quando ficas molhada e etc..” eu confesso que ao inicio senti-me desconfortável em falar nisso mas depois tu começas-te a dizer que posições gostavas e até as tuas fantasias, o que deixou-me mais confortável e acabei também por dizer as minhas.
Acho que começas a conhecer-me melhor quando contei-te um pouco sobre o meu passado e porquê de ser assim fria (naquela altura) e o porquê de achar que o amor era um sentimento inútil.
***
Aquele abraço que tu me deste pela primeira vez, surpreendeu-me porque não estava há espera, de facto, mas sobe tão bem, aquele cuidado que tiveste em abraçar-me e calor dos teus braços foi tão acolhedor. Mas esse abraço que me deste nessa altura não vi mais do que apenas um abraço amigável.
Lembras-te também daquela vez em que me agarras-te por trás porque não via no escuro, eu de facto achei isso um pouco estranho mas depois pensei para mim"ele apenas esta ajudar-me porque mal vejo no escuro". Não tenho a certeza mas acho que nessa altura sentia uma ligeira diferença da maneira como olhavas para mim, ficavas do tipo a olhar para mim mais tempo do que o costume como se tivesse algo escrito na cabeça. Acho que esse foi um dos primeiros sinais que notei.
O outro sinal que notei, mas esse passou despercebido na altura, foi quando saímos todos junto e tinha trazido um colega de turma da minha irmã. Senti um ligeiro distanciamento de ti em relação a mim, eu ate perguntei a ela se estavas chateado com algo, porque nem uma única vez me dirigis-te a palavras a menos se fosse necessário.
Só quando voltei a falar do assunto é que soube a verdade. Tinhas ficado com ciumes do colega da minha irmã. Na altura não fazia muito sentido porque estavas com ela e não era suposto teres ciumes de uma amiga, certo?
Foi ai que começas-te a questionas-te acerca das coisa e a pensar sobre o assunto. Dias passaram-se e mais uma vez fui passar alguns dias a casa da dela nessa altura ainda não sabia dos teus sentimentos por mim.
Até que quando jogávamos GTA 4 perguntas-te-me se podias beijar-me. Ao principio não sabia o que responder e ate fiquei confusa na altura perguntando-me a mim mesma "porque esta ele a pedir-me isto, supostamente os amigos não fazem isso, certo?"
Confesso que fiquei nervosa e tentei ignorar ao máximo o que me tinhas perguntado, mas depois disseste que era uma duvida que tinhas, já que me explicaste-me o motivo. Porque ela mal beijava-te.
Eu ao inicio ia dizer que não, mas depois no meu ver era só uma duvida a ser tirada, nada mais. Eu ate fiquei um pouco preocupada no momento porque já aos anos que não beijava ninguém. Confesso que senti alguma intensidade pela tua parte e um certo cuidado na execução. Eu no momento pensei que ia ser um beijo rápido, mas depois começas-te a prolongar e a descer a tua mão ate há minha cintura e foi ai que quebrei o momento porque já estavas a passar o limite.
E esse momento passou-se...
No dia seguinte quando vi as tuas pesquisas com nome "será que estou apaixonado pela amiga da minha namora?" Foi ai que fez-se luz e perguntei-me a mim mesma "Ele gosta de mim? Impossível? Porque motivo ele iria gostar de mim? Eu não tenho nada que chame a atenção a um rapaz...e ainda por cima ele ainda anda com ela.... Não percebo?"
Como viste que eu tinha reparado no que tinhas pesquisado, amostras-te em explicar o que tinhas feito. Não sei se foi ai que contas-te-me que tinhas sentimento por mim.
É claro que não fiquei muito surpreendida, porque eu sei fazer 1+1. Nesse dia contas-te-me que tiveste um sonho erótico comigo e que tinhas escrito algo para mim. Achei piada quando me revelas-te-me o sonho que tiveste, e na altura ficaste um pouco envergonhado, mas de certa forma surpreendi-te quando te pedi para contares-me como tinha sido...
Na altura lembro-me de ter dito que via-te apenas como amigo e assim respeitas-te.
Porque alias, eu já tinha descartado essa hipótese (de arranjar namorado) algum tempo.
E tu viste como aconteceu com o teu melhor amigo. Eu não sei como reagiste quando ele te disse que gostava de mim, mas penso que tiveste ciumes e um pouco de ira como qualquer ser humano teria no momento, nè?
Suponho que certa forma ficaste feliz por saber que não estava interessada nele, e assim voltas-te há "carga" em mim :P
Acho que a faisca para a nossa historia foi quando o colega da minha irmã "cortou" relações comigo, por ter “pisado a linha” do espaço de conforto dele. Nessa altura nós também saímos pela primeira vez como amigos, ainda me lembro de como estavas todo nervoso, era do tipo como estives no primeiro encontro.
Eu achei isso estranho e ate perguntei-te o porque de estares assim porque não era costume estares. Mas desde esse dia que te disse para seres tu mesmo, tu ficaste normal e “eras” tu mesmo.
O primeiro contacto que tivemos foi (para alem do beijo mas esse não conta porque para mim era apenas um beijo nada mais) quando dei o braço a ti e dai veio também os abraços e com eles a sensação de conforto, e de bem estar. Confesso que aquela nova sensação era boa e de alguma forma não queria que acaba-se.
Nessa altura as coisas já não andavam bem contigo e com ela. Foi naquela noite no skype que descobri que gostava de ti, porque foi ai que pôs a pergunta na minha mente “O que aconteceria se nunca mais pudesse dar-lhe o braço ou até mesmo um abraço?” senti aquele aperto no coração forte como das outras vezes no passado.
Senti o chão a fugia-me lentamente dos pés porque não queria de alguma forma perder aquela sensação boa, as lágrimas viram-me aos olhos nessa noite porque iria voltar ao meu “eu” antigo.
No dia seguinte falamos do que aconteceu e por diversas vezes tu no final de cada resposta davas sempre o mesmo acabamento “a pessoas de quem gosto e amo és tu, ela a mim já não me diz nada.”
É verdade que ao inicio eu não levava muito a serio as tuas palavras, mas o tempo em si fez-me ver o quanto as tuas palavras eram verdadeiras, como os teus sentimentos por mim.
A única coisa que posso dizer agora neste momento é um “Muito obrigada por não teres desistido de mim” “Obrigado por demonstrar-me que o mundo não precisa ser pintado de negro apenas basta ter alguém certo ao lado para torna-lo mais colorido, verdade?”.
Sabes aquela pequenina palavrinha, em que o significado dela é do tamanho de galáxias? E que eu odiava ouvir e me era indiferente?
Agora gosto de ouvi-la pela tua boca seja ao acordar, deitar, passear, o facto é que amo ouvi-la e enquanto os meus ouvidos ainda funcionarem sempre ouvirei com ternura deixando sempre com pequeno sorriso nos lábios.
Sabes que cada dia que passa tu és o “tal”. Nunca ninguém foi assim para mim sem seres tu. Foste tu que me relembras-te de como é receber afeto de alguém que nós ama verdadeiramente.
Se não tivesses “salvado-me” acho que hoje não estaria cá. Eu sei que tenho algumas dificuldades a expressar-me a nível de sentimentos positivos, já que tive muito tempo sem o fazê-lo.
Sabes as vezes quando digo ou falo coisas lamechas a ti?
Elas vêm de coração todas as vezes. Nunca passou-me pela cabeça que alguém um dia pudesse amar-me assim tanto como tu. Eu sempre vi-me no final da minha vida como uma velha rabugenta com gatos, sozinha e solitária, mas tu mudas-te esse desfecho da noite para o dia.
Agora vejo-me contigo de mão dada, encostando-me pela ultima vez a minha cabeça ao teu ombro caloroso, fechando lentamente os meu olhos relembrando-me todos aqueles bons momentos que tivemos juntos. Do tipo olhar para atrás e dizer “eu faria tudo outra vez se for necessário”
Ainda hoje pergunto-me a mim mesma se isto é algum sonho ou será que estou a sonhar acordada...
E ao que parece não estou em nenhum deles. Ainda bem, porque eu não quero que nunca termine esta relação e mesmo que termina-se ficaríamos amigos, já que a nossa relação foi fundada pela amizade, portanto não temos nada a perder se isso acontecer, verdade?
Porque “aqueles que se amam de verdade nunca se separam, apenas andam juntos por caminhos diferentes. "
P.s:
AMO-TE muito.
Foste a melhor coisa que me aconteceu na vida e de uma coisa tenho a certeza, nunca me arrependerei de ter conhecido e ao que parece tenho e devo agradecer ao destino porque ele quis que os nossos caminhos cruzassem mais uma vez nas nossas vidas.

Sabes O Verdadeiro Significado De Dormir Junto?



Titulo: Sabes O Verdadeiro Significado De Dormir Junto?
Categoria: Original
Géneros: Drama, Romance
 Idade: Livre


Serie: Book With One-Shot's

Sinopse:

"[...]É nesse momento que desejarias conseguir colocar uma pausa na vida, esquecendo tudo ao teu redor, e simplesmente dormir junto para sempre.[...]" 

______________________________________________________

Capitulo Único - Sabes O Verdadeiro Significado De Dormir Junto?


Sabes o verdadeiro significado de dormir junto? É só dormir com alguém especial, mantendo-a perto e saber que é totalmente sua.
Não é nada de sujo, imoral ou indecente. É querer tê-la junto e sentí-la de perto. É querer ouví-la respirar enquanto está a seu lado.
E conforme adormeces, seguram-se nos braços um do outro com firmeza e um enorme sorriso nos lábios.
É quando te apercebes que a última coisa que queres fazer, é deixar esse momento fugir e permitir que o momento acabe.
É nesse momento que desejarias conseguir colocar uma pausa na vida, esquecendo tudo ao teu redor, e simplesmente dormir junto para sempre.
Existem pessoas que sonham em ganhar o Euro Milhões para poderem "comprar felicidade". No entanto, existem coisas que não se compram com dinheiro. E Eu apenas sonho com o dia em que durmo junto com a minha pessoa especial.
Podes-me dizer que sonho com o impossível e que teria mais probabilidade em ganhar o Euro Milhões, mas o sentimento que faz o meu coração bater mais forte e sentir-me vivo é o mesmo que mantém a chama da esperança acesa.
Eu sei que não ligas a nada destas lamechisses. Por favor, não te zangues ou te irrites comigo... por ser assim, lamechas.

Amizade Com +


Titulo: Amizade Com +
Categoria: Original
Géneros: Drama, Romance
 Idade: Livre


Serie: Book With One-Shot's

Sinopse:

"[...] Num mundo alternativo em que não existisse nada do que se passa atualmente, invés de estar escrito "Quero ser aquela amizade"... estaria "Quero ser aquele amor", em que a amizade se incluí....[...]"

______________________________________________________

Capitulo Único - Amizade Com +

Quero ser aquela amizade real a longo prazo.
Quero ser aquela amizade honesta em que não existe mentiras ou meias verdades.
Quero ser aquela amizade leal em que possas contar os teus segredos mais íntimos e obscuros.
Quero ser aquela amizade aonde existe respeito mútuo e que me possas falar de tudo sem seres julgada - independentemente de concordar contigo ou não em determinado tema.
Quero ser aquela amizade em que tenhas a confiança de poder compartilhar a tua vida.
Quero ser aquela amizade que te ajuda com quaisquer problemas que tenhas para resolver na tua vida.
Quero ser aquela amizade que te ajuda em verdadeiros momentos de crise - aquela que possas contar com tudo, incluindo um ombro para chorar quando precisares.
Quero ser aquela amizade em que possas contar quando precisares de uma opinião sobre o que fazer em determinada situação.
Quero ser aquela amizade em que possas ser ouvida ou desabafar qualquer coisa sem que sejas julgada por isso.
Quero ser aquela amizade que não te sufoca e te deixa ter o teu próprio espaço.
Quero ser aquela amizade sincera, que fica feliz por estares feliz (independentemente de ser comigo).
Quero ser aquela amizade que te perdoa caso tenhas feito algo de grave por qualquer motivo.
Quero ser aquela amizade que te aceita e respeita por aquilo que és à medida que te conhece cada vez melhor.
Num mundo alternativo em que não existisse nada do que se passa atualmente, invés de estar escrito “Quero ser aquela amizade...” estaria “Quero ser aquele amor, em que a amizade se incluí...”.
E se fosse o caso, invés de me despedir com um beijinho na bochecha, despediria-me com um beijo quente - em que as nossas línguas se envolvem e as nossas respirações aceleram devido ao toque dos nossos lábios.
Chega a ser mais forte que Eu... em te querer transmitir através de um toque ou um beijo aquilo que sinto por ti, o quanto gosto de ti e o quanto te quero ver feliz. Mas como dizes que nada disso é importante para ti, farei um esforço para te dar apenas aquilo que aceitares e aquilo que é importante para ti.
Por isso, neste mundo real, penso que seja apropriado dizer-te que és uma amiga especial do coração. :)

....Pensamentos: Parte 02



Titulo: ....Pensamentos: Parte 02
Categoria: Original
Géneros: Drama, Romance
Idade: Livre


Serie: Book With One-Shot's

Sinopse:

"Havia tempos em que era confiante, não era tímido, nem tinha medo de errar. [....] Mas com Ela, é diferente. Tenho um medo terrível em perdê-la."

______________________________________________________

Capitulo Único - ....Pensamentos: Parte 02


Havia tempos em que era confiante, não era tímido, nem tinha medo de errar (porque a minha forma de pensar era: raparigas à muitas e se fizesse algo de errado era só partir para outra sem problemas).
Mas com Ela, é diferente. Tenho um medo terrível em perdê-la. E por isso fico inseguro e um pouco tímido perto dela - como se nunca tivesse estado com uma rapariga antes.
Sinto-me aquele adolescente virgem, sem experiência e confuso - que não sabe como agir nem o que fazer. Sinto-me assim, não só porque fico confuso, dividido entre a razão e as emoções, mas pelo medo em perdê-la por desrespeitar as decisões que Ela própria tomou para a sua vida atualmente.
Se escolho a razão, respeitando as decisões dela, mantenho-a perto de mim como uma amiga, mas sofro emocionalmente. Se escolho as emoções, desrespeito-a e arrisco-me a perdê-la como uma amiga.
Quando o Big Ben explodiu, existiu uma espécie de batalha entre a energia positiva e negativa. A positiva ganhou e é por isso que hoje existimos. Não tenho expectativas que o mesmo aconteça nesta situação entre nós, mas preciso de manter a esperança viva e pensar que tudo será resolvido com o tempo.
Uma parte de mim quer se afastar dela, enquanto que a outra parte não consegue viver sem Ela. Já tenho tentando dizer para mim mesmo que não a amo, mas é impossível, porque sinto a falta dela quando não está por perto e penso nela o tempo todo.
Compreendo o porquê dela não se dar conta do quanto a amo, mas também não sei o que fazer para que Ela perceba isso. Isto porque ela tem um medo terrível de relações amorosas e não quer que faça nenhum avanço em relação a isso. Por outro lado, pelo que me apercebi, também sou um grande amigo dela e por isso, Ela também tem medo de me perder como amigo devido a uma relação amorosa entre nós.
Devido à minha forma de pensar, não consigo deixar de perguntar-me se...
– é mesmo “apenas isso” ou se existe também algo em mim que ela não goste (e que não me o diga para não me magoar mais);
– ou se é devido à amizade que Ela tem com a Haruka que também não quer arriscar.

....Pensamentos: Parte 01



Titulo: ....Pensamentos: Parte 01
Categoria: Original
Géneros: Drama, Romance
Idade: Livre


Serie: Book With One-Shot's

Sinopse:

" [...] quero reviver em minha mente cada momento em que os nossos lábios se tocavam."

______________________________________________________

Capitulo Único - ....Pensamentos: Parte 01


Quero-me perder nos meus pensamentos, poder recordar cada segundo que passou só para não esquecer nenhum detalhe, quero reviver em minha mente cada momento em que os nossos lábios se tocavam.
Fecho os meus olhos para deixar as lembranças fluírem e sentir mais uma vez aqueles momentos. Um sorriso parvo surge nos meus lábios, aquele sorriso que surge sempre quando penso em ti - quando penso em nós.
Preciso acreditar que tudo é real, viver o meu sonho mais uma vez, sonhar esse conto completamente diferente de tudo o que um dia acreditei e muito melhor que tudo o que sonhei.
Sinto saudades o tempo todo, o tempo todo, sempre que percebo que não estou nos teus braços. Gostava de te poder amar de todas as formas possíveis, sem pensar no amanhã, consequentemente e da melhor maneira que aprendi a amar: de corpo, alma e todo o coração.

From: Your Love | For: My Love



Titulo: From: Your Love | For: My Love
Categoria: Original
Géneros: Drama, Romance
 Idade: Livre


Serie: Book With One-Shot's

Sinopse:

"Arrependimento..... 

È o que estou a sentir agora neste momento. Aquelas duras e frias palavras que te disse, è algo arrependo-me de ter dito. 

E è por isso que te escrevo esta carta. È uma pequena carta.... mas ela foi escrita de coração."

______________________________________________________

Capitulo Único - From: Your Love | For: My Love


De: Your love
Para: My Love

É justo eu ficar sozinha neste quarto a refletir no que fiz a ti. Aquela atitude de pirralha em mim foi tão estúpida e imatura da minha parte.

E por isso sinto muito...
Esta dor, este sofrimento que estou a sentir agora é justo eu sentir, porque fui má para ti e isso é algo que arrependo-me verdadeiramente.
Eu sei que aquilo que disse magoou-te muito mais a ti do que a mim, é justo que não queres-me dirigir a palavra ou mesmo ver-me.
***
Mas sabes qual é o meu maior medo? É de te perder por completo, por causa das minhas atitudes imaturas que tenho de vez em quando.
***
O castigo mais apropriado para mim neste momento é ficares indiferente a mim, e isso não contesto de alguma forma. Mas ao mesmo tempo eu não quero ficar sozinha, não quero voltar a ser outra vez o meu “eu” antigo. O mundo dela é tão triste e escuro.
***
Talvez eu ainda não esteja amadurecida o suficiente para ti, meu amor. Mas mesmo assim eu não quero despedir-me de ti, porque tu és o meu mundo colorido, és aquele que dá cor ao meu mundo triste. Amo-te muito.
Sentir o teu toque, a tua bondade, teu amor (principalmente) é tudo o que procurava já há muito tempo. Por isso peço-te! Não me mandes embora. O mundo sem ti é algo que não vale a pena viver....
P.s.:
“A felicidade esta em todos os lugares... mas principalmente no teu olhar. É onde ela mais se manifesta quando estamos juntos.”

Estreia: "O que...?"


Mais outra fic que estreia aqui no blog!!!

Bem esta fic é basicamente um pequeno livro com perguntas um tanto esquisitas (se é assim que posso chamar) e respostas um tanto hilariantes.

A fic por si mesma não tem história, a penas perguntas cómicas (se assim posso dizer). Espero que desperte o vosso interesse.

FIC  

terça-feira, 2 de julho de 2013

Estreia: "The Tales of Koe - The Traveller Spiret"


Mais outra fic que estreia aqui no blog!!!

Eu sou uma pessoa que adora o que é sobrenatural, pananormal e até creepypastas, e já algum tempo que queria escrever este tema. 

Por isso fiz uma vasta pesquisa de sobre o tema, mais concretamente "Creepypastas" e encontrei muitas histórias interessante e pensei para mim "porque não adaptar estas Creepypasta á  minha história?" E assim fiz, e aqui está ela. :)


Seguidores: